Competências

Assembleia Geral

É a reunião dos acionistas da empresa. No caso da ECT, por ser uma empresa pública com 100% de seu capital da União, o acionista é representado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional - PGFN. Compete à Assembleia Geral deliberar sobre todos os negócios relativos ao objeto social da ECT, inclusive quanto à sua competência para alterar o capital social e o estatuto social da empresa, bem como eleger e destituir seus conselheiros a qualquer tempo.

Conselho Fiscal (CF)

É um órgão de fiscalização dos atos dos administradores e da gestão orçamentária, financeira e patrimonial da empresa e tem funcionamento permanente. Compete desempenhar as atribuições previstas no art. 163 da Lei nº. 6.404/76, e nas demais normas que lhe são aplicáveis.

Conselho de Administração (CA)

Compete ao Conselho de Administração zelar pela continuidade dos serviços, observados os índices de confiabilidade, qualidade, eficiência e outros requisitos fixados pelo Ministério supervisor; pela transparência, eficácia e legalidade da gestão; pela proteção e valorização do patrimônio da Empresa e pela maximização do retorno do investimento.

Comitê de Auditoria

Compete ao Comitê de Auditoria assessorar o Conselho de Administração em matéria de fiscalização (supervisão, monitoramento, avaliação, revisão e auditoria), relativamente a riscos e controles internos, bem como, exercer suas competências também sobre as subsidiárias e controladas, funcionando em regime de Comitê de Auditoria único.

Comitê de Elegibilidade

Compete ao Comitê de Elegibilidade efetuar a verificação da conformidade e emitir opinião nos processos de indicação e de avaliação dos administradores e dos membros do Conselho Fiscal da Empresa, bem como dos representantes da ECT em suas entidades patrocinadas, subsidiárias, mantidas, coligadas e controladas.

Auditoria

Compete à Auditoria dar segurança à Alta Administração da ECT em sua busca pela consecução dos objetivos organizacionais, oferecendo-lhe informações relevantes acerca da eficácia dos processos de gerenciamento de riscos, do estado dos controles e da governança corporativa da Empresa, obtidas por meio de auditorias internas e externas.

Ouvidoria

Compete à Ouvidoria receber manifestações e denúncias das partes interessadas, demandar e acompanhar providências e recomendar melhorias.

Comitê de Governança, Riscos e Controles (CGORC)

Compete ao Comitê de Governança, Riscos e Controles assessorar o Conselho de Administração em questões relacionadas à governança corporativa, à estratégia, à conformidade, aos riscos e aos controles internos da ECT, das entidades relacionadas e das suas participações.

Comitê de Remuneração e Sucessão (CORES)

Compete ao Comitê de Remuneração e Sucessão assessorar o Conselho de Administração em questões relacionadas à remuneração e à sucessão.

Comitê de Gestão de Segurança da Informação e Comunicação na ECT (COGSI)

Compete ao Comitê de Gestão de Segurança da Informação e Comunicação na ECT deliberar sobre matérias relacionadas à segurança da informação e comunicação na ECT.

Diretoria Executiva (DIREX)

Compete a Diretoria Executiva assegurar o funcionamento regular da ECT em conformidade com a orientação geral fixada pelo Conselho de Administração.

Presidência (PRESI)

Compete à Presidência dirigir, supervisionar, coordenar e controlar as atividades das Áreas, bem como representar institucionalmente os Correios no âmbito nacional e internacional.

Diretorias

Compete às Diretorias supervisionar os resultados das atividades afetas à sua área de atuação, nos termos do regimento interno da Diretoria-Executiva; promover a qualidade e eficiência dos serviços de sua área de atuação; elaborar propostas de normas para apreciação da Diretoria-Executiva; trabalhar em conjunto com os demais integrantes da gestão empresarial para a consecução dos objetivos e metas do planejamento estratégico; e executar outras atribuições definidas pelo Conselho de Administração.

Departamentos e órgão de mesmo nível

São os órgãos de planejamento, de elaboração de normas, coordenação e controle setoriais, vinculados hierarquicamente a uma determinada Diretoria, e que se constituem por critérios de departamentalização funcional, de acordo com as emanações do Estatuto dos Correios.

Unidades de Serviços Transacionais

São órgãos que realizam atividades transacionais da empresa, vinculados técnica e administrativamente à Administração Central.

Superintendência Estadual

A Superintendência Estadual da empresa é realizada por vinte e oito órgãos encarregados de executar, em âmbito regional, os serviços a cargo da empresa.