identificador da página

Ir para a página inicial

Correios de A a Z
Escolha pela letra inicial dos nossos produtos, serviços e assuntos.

Todos os itens
Correios de A-C
Correios de D-F
Correios de G-Q
Correios de R-Z
.



Centro Cultural do Rio de Janeiro - Programação

Exposições

Maria Tomaselli
Exposições Exposições Exposições

"TO na lona" ? artista mostra série inédita no Centro Cultural Correios Rio de Janeiro

A exposição "Maria Tomaselli" apresenta a obra recente da artista austríaca radicada em Porto Alegre e, ao mesmo tempo, traça um panorama de seu percurso. São 25 pinturas de grandes formatos, seis álbuns de gravuras, além de desenhos e um vídeo sobre a instalação Oca-Maloca, vencedora do prêmio aquisição do Museu de Arte de Brasília em 1990. Nos fins de semana serão oferecidas ao público oficinas coordenadas por arte-educadores.

A maior parte das obras apresentadas é inédita, pois o foco da exposição concentra-se na produção recente da artista realizada sobre lona. Maria Tomaselli costuma assinar seus trabalhos apenas com suas iniciais TO, e por isso deu à série o bem-humorado nome de "TO na Lona". Nela a artista trabalha com lonas de caminhão usadas aproveitando remendos e furos como ponto de partida. E, usando o conceito dos "segredos", que permeia sua obra, acrescenta às superfícies detalhes em desenho, pintura, e gravuras - impressas também sobre lona. O resultado são trabalhos de grande impacto visual, mas que só se desvendam aos poucos, num segundo olhar.

A exposição revela a intensidade da obra de Maria Tomaselli, uma artista ousada, que domina a cor como poucos, e que sabe ao mesmo tempo tocar e sensibilizar o expectador com sua delicadeza. A curadora Denise Mattar sintetiza: "Maria é uma artista criativa, profusa, densa e iconoclasta. Sem medo de errar, de ousar, gritar e ao mesmo tempo capaz de sutilezas e lirismos emocionantes.".

A mostra traça o percurso da artista, do desenho para a gravura, da pintura para a escultura e mostra também como tudo isso é integrado e produzido ao mesmo tempo por ela. Sua criatividade sempre extrapolou limites levando-a a criar as Cartas-Surpresa (telas que se desdobram), as Clarkianas (esculturas e objetos em tela) e a Oca-Maloca (1985), uma instalação a partir de uma criação coletiva, realizada numa época em que esses conceitos praticamente não existiam.

Nas décadas de 1970 a 1990 a artista participou ativamente da cena artística carioca e paulista recebendo os mais importantes prêmios em gravura, desenho e pintura. Depois disso residindo em Porto Alegre deixou de ter sua obra acompanhada de perto pela crítica, embora sua qualidade de produção e criatividade continuem as mesmas.

Apesar de suas raízes europeias, a arte da austro-brasileira amadureceu e tomou forma no Brasil. Casou-se com o intelectual gaúcho Carlos Cirne-Lima e mudou-se para Porto Alegre, onde teve como mestres Iberê Camargo e Danúbio Gonçalves. Mais tarde, durante o período em que viveu no Rio de Janeiro, estudou gravura em metal com Eduardo Sued, no MAM, e Anna Letycia, no Ingá. Em Olinda, onde também morou, aprimorou sua técnica na Oficina Guaianases. Tomaselli retornou à capital gaúcha, da qual se tornou cidadã honorária, em 1989.

Serviço
Exposição: "Maria Tomaselli"
Abertura: 9 de abril às 19h
Visitação: 10 de abril a 18 de maio de 2014 - terça-feira a domingo, das 12h às 19h ? GRÁTIS/LIVRE
Local: Centro Cultural Correios - Rua Visconde de Itaboraí, 20 ? Centro - Rio de Janeiro - RJ
Telefone: (21)2253-1580
Curadoria: Denise Mattar
Patrocínio: Correios
Apoio Cultural: Centro Cultural Correios

Dudu Garcia - Pinturas
Exposições Exposições

Tendo o tempo como temática de seu processo criativo, o artista carioca Dudu Garcia mostra criatividade, sensibilidade e beleza em cerca de 30 pinturas expostas no Centro Cultural Correios do Rio de Janeiro. As obras, em formatos diversos e técnica mista sobre telas de linho e canvas, com utilização de materiais orgânicos específicos, entre pedra, pó de cal e pigmentos, revelam, aos olhares de seus observadores, a expressividade do conjunto, o movimento e as texturas dos fragmentos que compõem cada obra.

O artista plástico Roberto Cabot destaca que "as pinturas de Dudu Garcia mostram-nos coisas que a nossa época tende a evitar, como o transcorrer do tempo, que se expressa pela organicidade daquilo que viveu a intempérie, interagiu com os elementos até se transformar num objeto, um objeto reificado. Dudu Garcia não representa a realidade, ele faz realidade..."

Acrescenta que "os muros de concreto nos confrontam com uma realidade factual, e nos fazem perguntar como chegamos a estar frente a ela. Há algo inquietante nessas massas de cimento que deveriam pesar muito para estar penduradas nas paredes, e que mesmo assim, fazem questão de serem massas de concreto, mesmo em suspensão".

"O atelier de Dudu Garcia se encontra no meio da maior obra que a cidade conheceu em muito tempo. Entre as gruas e os caminhões de cimento estão os sobrados de um tempo pregresso da urbanidade carioca. Fragmentos desses sobrados parecem ter se perdido no atelier, assim como o fluxo do concreto que prenuncia a nova cidade. Ambas essas peles do urbano contemporâneo carioca se encontram aqui", resume.

Serviço
Exposição: "Dudu Garcia - Pinturas"
Visitação: 12 de março a 18 de maio de 2014 - terça-feira a domingo, das 12h às 19h - GRÁTIS/LIVRE
Centro Cultural Correios - Rua Visconde de Itaboraí, 20 - Centro - Rio de Janeiro - RJ
Telefone: (21) 2253-1580
Apoio Cultural: Centro Cultural Correios


Quadros que convidam" - Patrícia di Loreto

A mostra no Centro Cultural Correios Rio de Janeiro é um convite imperdível ao olhar do visitante

Exposições Exposições

A mostra da artista argentina reúne 11 obras em técnica mista sobre tela. Suas pinturas enquadram cenas de amigos de forma intimista e cordial, dominando perfeitamente uma paleta, sutilmente baixa, e usando cores intensas, como amarelo e laranja. "O desenho de sua produção é a arquitetura onde se move o nervo perceptivo da sua figuração expressiva, pegando imagens que nos provocam um desejo sutil e perturbador para a participação".

A obra da artista expressa o valor da amizade. Mulheres e homens reunidos sem que suas identidades sejam reveladas. "Ao pintar o mundo em torno de relacionamentos, Patricia Di Loreto exalta a palavra amizade e as imagens contam experiências de tempo. Seu trabalho também exalta o encontro com a pintura. Ambientes internos são enriquecidos com fotografias distribuídas nas paredes. A pintura é na tinta. A arte torna-se testemunha a essas reuniões, propondo um jogo duplo que enriquece a imagem e força o espectador a olhar," destaca Julio Sapollnik.

Para o Marchad João José de Mello Pereira "classe e requinte" são as marcas da obra de Patrícia di Loreto, que expressa o figurativo moderno com nuanças do impressionismo, além de cores e linhas do surrealismo. "Seu trabalho artístico é uma mescla de cultura com personalidade forte e marcante, que retrata a sensualidade da mulher, a vida boêmia argentina e o cotidiano social", acrescenta.

As pinturas de Patrícia di Loreto mostram, ainda, as relações de amizades em diferentes países. Suas viagens ao sul do Brasil, por exemplo, permitiu aprofundar a amizade com os artistas locais. Além de pintora, Patrícia di Loreto é desenhista, gravurista e cenógrafa. Participou de exposições coletivas e individuais na Argentina e no Brasil e recebeu vários prêmios pelos seus trabalhos em seu país.

Serviço
Exposição: "Quadros que Convidam" - Patrícia di Loreto
Visitação: 26 de março a 18 de maio de 2014 - terça-feira a domingo, das 12h às 19h - GRÁTIS/
Centro Cultural Correios - Rua Visconde de Itaboraí, 20 - Centro - Rio de Janeiro - RJ
Telefone: (21) 2253-1580
Apoio Cultural: Centro Cultural Correios


Brasil-Alemanha: uma história centenária contada pelo mar

Hamburg Süd comemora o ano da Alemanha no Brasil com exposição, no Centro Cultural Correios do Rio de Janeiro, que conta sua trajetória de 142 anos como empresa especializada em transporte marítimo..

Exposições Exposições Exposições

Após a temporada no Centro Cultural Correios de São Paulo, a exposição "Brasil-Alemanha: uma história centenária contada pelo mar", desembarca no Rio de Janeiro para o período de 19 de fevereiro a 30 de março. Promovida pela Hamburg Süd, empresa especializada em transporte marítimo de cargas, a mostra comemora o Ano Brasil-Alemanha.

Com a curadoria de Carsten Jordan, a mostra destaca a participação da Hamburg Süd nas relações entre os dois países, uma vez que a empresa foi responsável pelo transporte de milhares de imigrantes alemães para o Brasil, ao longo dos séculos XIX e XX. Durante muito tempo, também mantinha em seus navios postos de Correios.

A exposição reúne painéis, pôsteres e filme sobre a história da empresa. A mostra exibe ainda um vídeo que aborda a amizade entre os dois países, especialmente desenvolvido para o projeto, além de listas de passageiros que embarcaram no porto de Hamburgo para a consulta de visitantes.

Serviço
Exposição: "Brasil-Alemanha: uma história centenária contada pelo mar"
Abertura: 18 de fevereiro de 2014, às 19h
Visitação: 19 de fevereiro a 20 de abril de 2014 - terça-feira a domingo, das 12h às 19h - GRÁTIS/LIVRE
Local: Centro Cultural Correios - Rua Visconde de Itaboraí, 20 - Centro - Rio de Janeiro - RJ
Telefone: (21) 2253-1580
Apoio: Centro Cultural Correios