identificador da página

Ir para a página inicial

Correios de A a Z
Escolha pela letra inicial dos nossos produtos, serviços e assuntos.

Todos os itens
Correios de A-C
Correios de D-F
Correios de G-Q
Correios de R-Z
.



Vertente Econômico-Financeira

O setor postal tem sido duramente desafiado ao longo dos últimos 20 anos pelas novas tecnologias de comunicação e informação. Assim, vários correios têm se revolucionado para continuarem cumprindo seus papéis seculares. Dentre as medidas que estão sendo tomadas pelos correios vanguardistas estão: foco nos clientes (remetentes e destinatários), adoção de modelos sustentáveis de negócio, incorporação de novas tecnologias de informação e comunicação, gestão de custos, diversificação de negócios, adoção de práticas de gerenciamento já consagradas pela iniciativa privada, revisão de todos os processos para melhorar a produtividade e a eficiência, aumento da automação, mudança da cultura organizacional orientada para o mercado, lançamento sistemático de serviços e produtos com possibilidades de customização, incorporação de novos atributos aos negócios com o objetivo de aumentar a competitividade, inovação em processos, produtos e serviços e definição de políticas claras em relação ao social e ao meio ambiente.

No Brasil, o cenário econômico favorável levou mais de 40 milhões de pessoas à classe média, gerando uma demanda crescente por serviços postais mais modernos. Para atender essa necessidade, o governo federal sancionou em 2011 a lei 12.490, que possibilita a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) atuar no exterior e nos segmentos postais financeiros, eletrônicos e de logística integrada. A empresa também pode constituir subsidiárias ou adquirir controle acionário em outras empresas, além de firmar parcerias que agreguem valor à marca e à rede de atendimento. Com a aprovação de seu novo Estatuto Social, no mesmo ano, a ECT ainda foi dotada de ferramentas modernas para a gestão corporativa.

As mudanças visam fortalecer os Correios como empresa pública, garantir sua vertente financeira a partir da diversificação de atividades e manter a prestação de serviços eficientes e adequados às necessidades da sociedade.