Portal dos Correios
Sobre os Correios > Patrocínio > Patrocínio Esportivo > Projetos socioambientais

Projetos socioambientais

 

Os Correios promovem projetos sociais e ambientais por meio da prática esportiva como instrumento de inclusão social, resgate da cidadania e preservação ambiental.

Projetos Socioambientais - Tênis

MASSISFICAÇÃO – PRÓPRIOS

Programa Massitênis

O Programa MASSITÊNIS visa inserir a modalidade tênis no conteúdo programático das aulas de educação física das escolas públicas nas cidades satélites do DF. A CBT fornece capacitação continuada aos professores das escolas selecionadas, além de material técnico oficial e certificado para a condução das aulas, em diversos níveis de desenvolvimento do aluno.

Este projeto é uma realidade e, hoje, na cidade satélite de Ceilândia a modalidade já foi inserida oficialmente no conteúdo programático contando, inclusive, com quadras de tênis oficiais instaladas em alguns centros de ensino, como a escola classe Anísio Teixeira.

Implantação de Células nas escolas públicas das cidades satélite do DF:

Para desenvolver o programa, a CBT fornece a capacitação técnica e pedagógica dos professores das escolas selecionadas com o curso ME (módulo escolar da CBT), de 16 horas, fornecendo também, todo o material necessário para o aprendizado do tênis (Kit contendo raquetes, redes e bolas).

A CBT também promove a aula inaugural da unidade, além de apoiar nas aulas ao longo do ano letivo. É responsabilidade da CBT a assessoria técnica, supervisão, controle, avaliação e emissão de relatórios do projeto junto às unidades.

ESCOLAS/CENTROS ATENDIDOS - junho/2017 a novembro/2017:

•    CEF 66 de Ceilândia
•    CEM JK da Candangolândia
•    Escola Parque Anísio Teixeira de Ceilândia
•    Centro de Ensino Telebrasília – CETELB (novo)

fotos montagem 1.jpg
Projeto Social Piloto – Correios Transformando pelo Tênis

A parceria CBT/Correios, que visa ao desenvolvimento da prática do tênis e à formação do cidadão, focalizado nas crianças em vulnerabilidade social.

Para isso, contamos com uma estrutura completa de atendimento no contra turno escolar. Além das aulas de tênis, ministradas por professores capacitados por nossos programas oficiais e com ampla experiência no atendimento de crianças em idade escolar, contamos também com equipe de psicólogos e pedagogos, que oferecem ainda outras atividades como reforço escolar, aulas de inglês, além de monitoramento psicopedagógico.

Atendemos (40) crianças entre 09 e 12 anos, duas vezes por semana, às terças e quintas, no contra turno escolar. As atividades acontecem na sede e nas quadras da FCT – Federação Catarinense de Tênis/CBT – Confederação Brasileira de Tênis em Florianópolis - SC, contando com facilidade de acesso para as crianças atendidas, além de fornecimento de lanche.

O programa "Correios Transformando pelo Tênis" foi lançado no dia 13/03 com a aula inaugural para os quarenta participantes, além de cerimônia de lançamento.

fotos montagem 2.jpg

Projetos Sociais – Terceiros

As células do PROJETO TÊNIS COMUNITÁRIO tem como principais objetivos o desenvolvimento da prática do tênis e a formação do cidadão e destina-se a crianças de baixa renda, regularmente matriculadas em escolas públicas.

Vale ressaltar que as mesmas são administradas por terceiros e apoiada pela parceria CBT/Correios. Nestes casos, além do aporte financeiro do PATROCINADOR, estes projetos contam ainda com recursos de várias empresas privadas, governos estadual, municipal e federal, dependendo do caso.

Para a realização do programa social, a CBT fornece apoio financeiro a estes projetos sociais selecionados:

•    Fundação Tênis - 10 células no Brasil (RS e SP)
•    Projeto Social Marina Tavares - IMT - Maceió - AL
•    Projeto Wimbelemdon - STEPS - Porto Alegre - RS
•    Projeto Social Tênis para todos - FPBT - João Pessoa - PB
•    Projeto Social Educando pelo Tênis - Tênis Clube de Palmas - Palmas – TO

fotos montagem 3.jpg

Projetos Ambientais do Tênis

•    Promover em eventos no calendário oficial, ações de sustentabilidade com o plantio de árvores, de maneira simbólica;

tenis-ambiental.jpg
•    Promover ações de coleta seletivas do lixo produzido pelo evento, nos eventos do calendário oficial.

Projetos Sociais - CBDA/CORREIOS

Projeto Saltando para o Futuro:

O Projeto visa atender inicialmente a 50 (cinquenta) crianças carentes, a partir de 7 anos de idade, selecionadas com biotipo adequado para a prática da modalidade de alto nível.

Esta ação visa custear despesas com uniformes e/ou despesas com viagens em competições que os atletas possam ter no período de vigência do Contrato.

A seleção destas crianças será feita prioritariamente nas Escolas Públicas do Distrito Federal pelo Atleta Olímpico Hugo Parisi, Embaixador do Projeto. As crianças passarão por avaliações físicas e psicológicas para que seja analisado o perfil de cada um.

Projeto Correios / CBDA de Natação – Barbacena/MG:

Garante a assistência social, educativa e esportiva para até 500 (quinhentas) crianças das Escolas Públicas da cidade. Esse projeto prevê ainda a contratação de professores e pagamento de transporte dos alunos e atletas participantes do projeto.

FOTO CBDA BARBACENA.jpg

Projeto Correios / CBDA de Natação – Montes Claros/MG:

Garante a assistência social, educativa e esportiva para 500 (quinhentas) crianças das Escolas Públicas da cidade. Esse projeto prevê ainda a contratação de professores e pagamento de transporte dos alunos e atletas participantes do projeto.

FOTO CBDA MONTES CLAROS.jpg

 

Projetos Sociais do Handebol - Minihand
O contrato de patrocínio dos Correios com a Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) contempla uma célula piloto que é o "Núcleo Correios de Handebol" - "Preparando Mãos para o Futuro".

O projeto é realizado com apoio da prefeitura de Jundiaí e do Jundiaí Handebol Clube. Atende 30 crianças, sendo 15 meninos e 15 meninas, de 9 a 12 anos, da Vila Tupi, no Jardim Tamoio, um bairro com vulnerabilidade social. As crianças têm aulas três vezes por semana. Os principais pilares são os valores como amizade, disciplina, respeito, e, com isso, contribuir na formação das crianças.

Além das aulas, o projeto conta com atividades extracurriculares, como visitas a centros culturais e museus, com o objetivo de contribuir na formação cidadã. As crianças também têm a oportunidade de assistirem a partidas de handebol de equipes profissionais tendo os atletas como espelho. As famílias também têm participação ativa nas ações e acompanham o projeto de perto.

Além do núcleo piloto são mantidos oito núcleos do Projeto MiniHand. O objetivo é oferecer oportunidade de formação esportiva para crianças, dando ênfase em atividades e exercícios lúdicos e proporcionando prazer e felicidade em sua realização. Por meio dessas atividades, os jovens desenvolvem coordenação, motricidade, educação do movimento, comportamento específico de jogo e fundamentos do handebol, além de socializar e adquirir experiências em grupo. O projeto acolhe jovens e crianças que comprovem participação efetiva em instituição escolar, para inclusão e contato com a modalidade olímpica. Os alunos são isentos de matrícula e mensalidade.
FOTO HANDEBOL 1.jpg

Veja as células do projeto em funcionamento atualmente:
•    São Paulo (SP)
     E.M. de Ensino Fundamental Dep. João Sussumu Hirata
•    Estrada dos Alvarengas, 2113 – jardim Ofélia – CEP 04467-000
•    Taubaté (SP) (02 núcleos)
•    Rua Firmino de Azevedo, s/n
•    Parque Aeroporto – Ginásio Emecal
•    General Sampaio (CE)
•    Escola Maria Arina Lobo de Mesquita
•    Joinville Escola Municipal (SC)
•    Prefeito Luiz Gomes (2 núcelos) Rua: Domingos Abílio Miranda, s/n CEP: 89230-850
•    João Pessoa (PB) Colégio da Polícia Militar de João Pessoa Rua Maria Alves da Silva, s/nº - Bairro Mangabeira - João Pessoa (PB)
•    Cambé (PR) Ginásio de esportes João Afonso dos Santos Rua Rio São Francisco, 520 - Jardim Santo Amaro
•    Saubara (BA) Carlos Firmo Baptista dos Santos

Desenvolvimento - Acampamentos Regionais e Nacionais

A Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) desenvolve, em parceria com os Corrreios, o projeto dos Acampamentos Regionais e Nacionais de Desenvolvimento e Melhoria Técnica.

Eles foram criados em 2006 para serem um encontro entre atletas, técnicos, árbitros, fisioterapeutas e demais profissionais envolvidos com a modalidade, com o propósito de melhorar e padronizar procedimentos administrativos e técnicos. Com ele, foi possível organizar e desenvolver todas as atividades que contemplem jovens atletas com idade de 13 a 18 anos, nas categorias infantil, cadete e juvenil dos dois naipes, espalhados por todo o Brasil.

Os acampamentos se mostraram, ao longo de sua história, uma importante e fundamental ferramenta para o fomento e a detecção de talentos, além da manutenção das Seleções Brasileiras Juvenil/Júnior e, consequentemente, das Seleções Olímpicas.
fotos montagem 4.jpg




Confederações patrocinadas

 

Confederações