Serviços

Sobre o Espaço

O Espaço Cultural Correios Niterói funciona nas dependências do Palácio dos Correios, na Avenida Visconde do Rio Branco, 481, no Centro da cidade, em frente à estação das barcas

Mais sobre o espaço

O Palácio dos Correios de Niterói é resultado de vários fatores que impulsionaram a construção do prédio. O Decreto nº 7.653, de 11/11/1909, estabeleceu o novo Regulamento da organização, que tinha como uma das metas construir sedes novas dos Correios nas capitais dos Estados. 

Em Niterói a decisão pela construção de um novo prédio também foi influenciada pelo movimento de um grupo representativo da cidade que levou ao presidente da República, Hermes da Fonseca, um abaixo-assinado reivindicando que a cidade dispusesse de uma dependência com melhores condições para o funcionamento do correio. Até então o serviço era prestado num imóvel precário e pequeno, localizado ao lado da estação das barcas.

Na capital federal, Rio de Janeiro, após receber a representação niteroiense e avaliar o pedido, o presidente determinou que a União adquirisse um terreno nas imediações da estação das barcas e nele construísse um prédio próprio para ser correio. O terreno escolhido estava localizado do outro lado da via onde ficava o correio na época.

As plantas do prédio são datadas de 1910 e da autoria do arquiteto italiano Antônio Vannine. A obra foi realizada pela construtora Leopoldo Cunha e Cia. Em 14 de novembro de 1914 o prédio foi inaugurado. A imponência da construção, a altura do prédio comparada a dos imóveis do entorno e sua exuberância arquitetônica deu-lhe o título de Palácio dos Correios.

O Palácio sempre serviu para o funcionamento das repartições postais e telegráficas. Inclusive, a antiga sede da Diretoria Regional dos Correios do Estado do Rio de Janeiro. A partir de 2007, e por sete anos, o prédio ficou fechado para obras de reforma e restauro e a sua reabertura aconteceu em 21 de março de 2014, ano de comemoração do centenário do Palácio. No primeiro pavimento foi exibida a exposição “Aqui Mesmo – Niterói vista pelas lentes de Pedro Vasquez”, com 50 fotos de pontos conhecidos da cidade. O objetivo foi de apresentar ao público uma das atividades que seriam realizadas no prédio com a inauguração do Espaço Cultural.

Além da reforma completa da estrutura do prédio, houve o restauro de toda a fachada e de vários elementos dos ambientes internos, como portas, janelas, piso de madeira, escada central, corrimão etc. O investimento dos Correios foi à ordem de R$ 16 milhões.

Uma das salas, localizada no segundo pavimento, foi completamente restaurada. Nela o visitante pode apreciar as características originais do interior do prédio. Várias camadas de tinta foram retiradas até se chegar às cores e desenhos originais que ornamentam as partes inferior e superior das paredes e do teto. As portas de madeira são originais, bem como o piso de madeira Peroba.

Nessa sala histórica estão expostas duas plantas arquitetônicas, vários ladrilhos hidráulicos cujos modelos são encontrados nos pisos de circulação interna, alguns adornos da fachada e um conjunto de forma que produziram as escamas de cobre das cúpulas das torres do Palácio.

Espaço Cultural Correios

O Espaço Cultural foi criado no dia 14 de novembro de 2014, data do centenário do Palácio dos Correios. A inauguração foi marcada pela exposição “Djanira – cronista de ritos, pintora de costumes”, com a exibição de 120 obras da artista, pertencentes ao acervo do Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro.

No primeiro pavimento do prédio o Espaço Cultural dispõe de duas salas de exposição e uma sala para oficinas. No segundo pavimento há mais quatro salas de exposição, a sala histórica e um auditório que possibilita a realização de eventos de música, humanidades, audiovisual e seminários.

Confira as plantas baixas do Espaço Cultural Correios de Niterói: Planta 01, Planta 02.

 

Programação

SHOW

SHOW ‘CRÔNICAS DO IMPROVÁVEL AMOR E ADJACÊNCIAS’

O Espaço Cultural Correios apresenta nos dias 9 e 16 de dezembro, às 16 horas, o compositor, instrumentista e intérprete Raul Menezes, com o show ‘Crônicas do improvável amor e adjacências’.

Acompanhado apenas por seu violão e sua guitarra, o artista passeia pelos mais diversos amores, sem nunca perder a veia lírica e a sofisticação nas harmonias, melodias e letras, marca registrada de sua obra. 

Com generosas doses de humor e delicadeza, o autor apresenta diversos olhares sobre o assunto: a relação a dois com seus acertos e dissonâncias nem sempre contornáveis, os contrastes e afinidades, o obscuro e o cristalino, o absurdo e o palpável habitando o mesmo espaço no ser.

SERVIÇO:
Show: Crônicas do improvável amor e adjacências’
Artista: Raul Menezes
Apresentações:  9 e 16 de dezembro – às 16h
Ingresso: R$25 (inteira) R$12,50 (meia)
Local:  Palácio dos Correios
             Av. Visconde do Rio Branco, 481 - Centro
             24020-004 - Niterói - RJ
Tel.: (21) 2622-3200 / 2621-1161

 

EXPOSIÇÕES

No Princípio Eram Totens

A série de pinturas de grandes dimensões criada por Eduardo Werneck nos revela um pintor com pleno domínio de seus meios expressivos. O impacto visual de seus trabalhos é provocado por uma interessante e instigante relação entre a figuração e o gesto, entre a construção de uma nova paisagem e a autonomia do discurso pictórico. Por isso, as pinturas de Werneck atuam nessa fresta, nessa sensível tangência entre o figurativo e o gestual: na verdade ele pinta a pintura, ele se insere no interior de sua linguagem e constrói um discurso sensível e corajoso que o aproxima de artistas como Claude Viallat e, entre seus colegas brasileiros, com Luiz Áquila, Jorge Guinle e Cristina Canale. Trata-se de um pintor sofisticado e de grandes recursos técnicos oriundos de sua formação intelectual e de longos períodos vividosem Paris. Entrea luminosidade tropical e a elegância dos elementos compositivos da imagem, Eduardo Werneck elabora, nessa série, uma verdadeira ópera visual de intensa beleza e encantamento.

Em tempos líquidos a pintura atua como ponte entre os tempos. " No princípio eram os totens" apresenta um artista na sua plenitude, elaborando sinfonias cromáticas de intenso vigor expressivo determinadas pelos limites do gesto e do corpo. Nas obras de dimensões mais reduzidas, Werneck destaca a composição gráfica que elabora sensíveis e poderosos diálogos com o espaço. Ao mesmo tempo erudita e popular, tradicional e inovadora, as pinturas de Eduardo Werneck despertam em nós a sensação do encontro com antigas companhias que sempre se renovam. Há, nelas, uma encantadora familiaridade, algo próximo ao reencontro; entretanto um segundo olhar, mais perspicaz, revela pequenas sutilezas, momentos de paixão e de encantamento, gestos criativos que revelam a força poderosa de suas pinturas no cenário da arte contemporânea no Brasil. 

Marcus de Lontra Costa
Rio. Novembro de 2017 

SERVIÇO
Exposição de pintura
Artista: Eduardo Werneck
Abertura: 09 de dezembro de 2017
Exibição: de 11 de dezembro de 2017 a 24 de fevereiro de 2018
                 de segunda a sábado, das 11h às 18 h - exceto feriados. Entrada franca
Local: Espaço Cultural Correios de Niterói
Endereço: Rua Visconde do Rio Branco 481 - Centro - Niterói

 

Colorações 
Aquarelas, Guaches e Acrílicas

 

 O Espaço Cultural Correios de Niterói apresenta a exposição ‘Colorações’, da artista plástica e educadora Maria Verônica Martins, do dia 11 de novembro de 2017 a 13 de janeiro de 2018. 

A mostra apresenta 32 obras, de aquarelas, guaches e acrílicas (3 técnicas diferentes), de paisagens da arquitetura de cidades do Brasil e do exterior, figuras humanas e detalhes da natureza.

Há 37 anos trabalhando como professora de arte, Maria Verônica Martins teve por objetivo, compor uma exposição didática, apresentando trabalhos em três técnicas diferentes, todos à base de água, evidenciando suas diferenças e semelhanças, abrindo à percepção, a amplitude de possibilidades e de efeitos que podem ser alcançados, além de oferecer ao público uma visão panorâmica da sua trajetória enquanto artista.

Maria Verônica busca na arquitetura das antigas cidades e na natureza, a inspiração maior para o seu trabalho, que nos chega carregada de lirismo e emoção, em apurada técnica.

A ARTISTA
Nascida em Mimoso do Sul, ES, reside no Rio de Janeiro desde 1974. Formada em arquitetura, pintora, foi professora universitária durante 20 anos. Há 30 anos Maria Verônica Martins ministra curso em seu atelier particular “Espaço Cor”, especializado em aquarela. Tem realizado exposições individuais e participado de coletivas desde 1978. Sua 1ª exposição individual foi na Galeria Depósito em Ipanema em 1979. Participou da New York Art Exposition, USA no ano de 1981 e em 1987 Aquarelles du Brésil, Exposição individual na Galerie le Sud, Paris.  Promove regularmente exposição do seu atelier em diversas galerias e centros culturais no Rio de Janeiro e arredores. No momento, e até o dia 24 de novembro está realizando a exposição Cores Vivas, do seu atelier Espaço Cor no Espaço Cultural CEPERJ, Rio de Janeiro.  

Dividiu vida e Arte com o pintor Frank Schaeffer por 18 anos. Juntos viajaram muito expuseram pelo Brasil e no exterior. No Rio de Janeiro, destaca Viagem de inverno no Museu na Nacional de Belas Artes, em 1994; Two Artists from Rio, Galerie Calligrammes, Ottawa, Canadá ,1997; Universidade Federal de Florianópolis, Santa Catarina em 1998, e no Consulado do Brasil em Munique, Alemanha em 2000.

Residiu em Santa Tereza, onde também teve atelier durante 26 anos. Participou do Artes de Portas Abertas desde o primeiro, movimento de muito sucesso dos artistas do bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro.

SERVIÇO
Exposição de pintura
Abertura: 11 de novembro – 15h às 18 h
Exibição: de 13 de novembro de 2017 a 13 de janeiro de 2018
                 de segunda a sábado, das 11h às 18 h - exceto feriados. Entrada franca
Local: Espaço Cultural Correios de Niterói – Tel: (21) 26223200
Endereço: Rua Visconde do Rio Branco 481 - Centro - Niterói


TEATRO


SHOW ‘TOM DA LYRIO’

 

Show da Soprano Raquel Lyrio, intitulado ‘Tom da Lyrio’, com a participação de Sérgio Bessa e Bruno Brito, tendo como beneficiada a APADA (Associação de Pais e Amigos dos Deficientes de Audição). A Instituição completou 48 anos de existência, tendo à frente sua Presidente Fundadora Miriam Rangel Rodrigues e Diretora Social Sônia Andrade. Os shows serão nos dias 8 e 15 de dezembro, no horário das 17 às 18 horas, no Espaço Cultural Correios, Niterói.

Todo o show contará com a tradução simultânea em libras, pelo intérprete de libras Jaderson Pires dos Santos Vasconcelos.

Sobre a artista:
Raquel Lyrio é formada em Licenciatura em Canto pela Universidade Federal de Goiás, com Especialização em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Cursou Jazz Vocal pela Berklee College of Music nos Estados Unidos da América, Musicografia Braille, Regência de Coral e Arranjo Vocal na Escola de Música em Brasília. Realizou trabalhos como Maestrina, Preparadora Vocal e Professora de Canto no Tribunal de Justiça, no Ministério Público e no Tribunal Regional Trabalhista do Estado de Rondônia e também da GUASCOR do Brasil, para o qual gravou 2 CDs. Trabalhou ainda, como Criadora e Diretora de Musicais, registrou o Encontro Nacional de Corais em Rondônia e o Natal da Amazônia em 2008, com os Musicais: “Eu Sou”, “Kairós” e “Experiência com Deus”, sendo o último realizado com um coro de 300 vozes, em abril de 2015, nas cidades do Rio de Janeiro e Niterói. Nesse ano participou no Musical Clássicos do Mundo em prol do NACC (Núcleo de Assistência às Crianças com Câncer) em Rondônia. Atualmente participa do Grupo Cantareiros em vários Hospitais no Rio de Janeiro e também como regente em vários Corais na mesma cidade, além de ser Mestranda em Música pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Esse evento foi idealizado pela cantora, realizado e produzido por Eliane Salles e Teresa Noel, com o apoio da Equipe Cultural do Espaço Cultural Correios Niterói e APADA Niterói, patrocínio da Editora Brinque Ler, tendo como apoiadores Espaço Vida Saudável Teresa Noel - Shopping Icaraí, Restaurante Sur Le Grill, Salão de Beleza Spazio Vittore, Onodera Estética, Loja LATAAN e Cafesanato.

Serviço:
Show: TOM DA LYRIO
Artista:
Raquel Lyrio
Participações: Sérgio Bessa e Bruno Brito
Interprete em libras:
Jaderson Pires dos Santos Vasconcelos
Cerimonialista:  Irma Lasmar
Apresentações:  8 e 15 de dezembro – 17 às 18h
Ingresso: R$30 (inteira) R$15 (meia)
Local:  Palácio dos Correios
            Av. Visconde do Rio Branco, 481 - Centro
            24020-004 - Niterói - RJ
Tel.: (21) 2622-3200 / 2621-1161


EXPOSIÇÕES


ESPAÇO CULTURAL CORREIOS APRESENTA “PAULO BITTENCOURT – LUGARES E CORES”

 

O Espaço Cultural Correios Niterói apresenta a exposição “Paulo Bittencourt – Lugares e Cores”. A mostra será aberta no dia 28 de outubro, às 17h. A exposição têm o intuito de dar início as comemorações do jubileu do artista, consagrado por sua técnica e seu universo temático.

Com curadoria de Wallace de Deus, a mostra reúne obras refletindo um lado denso do artista, marcada pelo "colorismo" e pelo figurativismo inspirado na cultura brasileira.

Em sua segunda exposição neste ano de 2017, Paulo Bittencourt expôs recentemente no Museu do Ingá, também em Niterói, cidade onde o artista escolheu para residir e mantêm seu atelier, onde segue se dedicando à sua arte. Sempre usando a técnica de óleo sobre tela ou sobre madeira, têm como temas principais os casarios, o paisagismo e as marinhas, humanizados com cenas da vida cotidiana. 

Serviço:

Artes Visuais: “Paulo Bittencourt – Lugares e Cores”
Artista: Paulo Bittencourt
Abertura: 28 de outubro de 2017 às 17h
Período visitação: de 30 de outubro a 13 de janeiro de 2018 (de segunda a sábado, excetos feriados)
Horário: das 11h às 18h
Local: Espaço Cultural Correios Niterói - Av. Visconde do Rio Branco, 481, Centro - Niterói
Entrada franca
Classificação indicativa: livre
Informações: (21) 2622-3200

 

 

Itaboraí, fragmentos do passado 

 A intervenção da Arte na história local torna possível a construção de uma nova forma de enxergar os registros do passado de um jeito mais humano, capaz de despertar nas pessoas de forma mais direta, o fascínio em conhecer a riqueza histórica do município de Itaboraí.

Na intenção de levar essa história saudosista, não só aos amantes da arte, mas a todas as pessoas, que a artista educadora Cris Rosa saiu a campo em busca de informações.

A partir das contribuições fotográficas e do auxílio de amigos pesquisadores, decidiu criar a exposição “Itaboraí, fragmentos do passado”, que através de belas obras de arte consegue transportar o espectador a determinados períodos da história.

A exposição apresenta um trabalho que une memória e arte ao interagir curiosidade com sensibilidade, através de belas telas que exibem, com maestria, os Patrimônios materiais de sua cidade, e parte de seu cotidiano. São edificações construídas, principalmente, entre os séculos XVIII e XIX.

Suas pinturas representam de longa data, uma valiosa contribuição para a História local e para a cultura, pois possibilita um meio para os moradores de Itaboraí, reviverem suas próprias memórias ou acionarem a lembrança do que aprenderam com seus familiares e amigos. 

A harmonia entre a história e a arte, pode ser percebida e reconhecida não apenas pelos moradores da cidade, mas sim, e, sobretudo, pelo encanto presente no olhar de todo aquele que passa a conhecer suas pinturas e entenderem a importância da preservação dos nossos Patrimônios.  Desta forma, o talento dessa artista proporciona para todos nós uma rica contribuição para a valorização de nossa Arte.

 Desde pequena me encantava pela arte. Cresci e hoje me encontro em meio às belezas da criação.  Observar, criar, pintar e se esbaldar num mundo de cores e poder transformar uma superfície em obra de arte, usando diversos materiais, é maravilhoso.  Assim é que hoje vivo: buscando, buscando...

Todo meu trabalho é resultado de um processo contínuo de experimentações e pesquisas, tendo como ponto de partida pintores de nossa história da arte, imagens, obras.

Na verdade é uma trajetória em busca de mim mesma, que pela emoção sentida e pela qualidade do compromisso assumido, define experiência conectando diretamente o gesto desenhado com a minha vida diária”.

Cris Rosa

A Artista

A artista plástica Cristiane Rosa Pereira Jardim, desde criança apresentou aptidão para as artes, e assim traçou seu caminho iniciando suas qualificações na área da pintura em telas experimentando diferentes técnicas aprendidas com seus diversos mestres, dentre eles o pintor Antônio Machado.

  • Graduada em Educação Artística com habilitação em Artes Plásticas pela Universidade Salgado de Oliveira em 1997.
  • Pós-graduada em Arteterapia em Educação e Saúde pela Universidade Cândido Mendes em 2002.
  • Pós-graduada em Educação e Relações Racias - UFF
  • Professora atuante nas Redes: Particular e estadual.
  • Diretora e Professora de Pintura a óleo sobre tela na Escolinha de Arte Iniciarte em Itaboraí.
  • Diversas Exposições e gincanas desde 1991 consecutivamente até a atualidade.

 

Serviço:

Título: “Itaboraí, fragmentos do passado
Artista: Cris Rosa
Curadoria: Marcos Jardim
Visitação: 07 de outubro a 16 de dezembro
de segunda a sábado, das 11h às 18h. Exceto feriados. Entrada Franca.
Local: Espaço Cultural Correios Niterói
Rua Visconde do Rio Branco, nº 481 - Centro.
Fone:  (21) 2622 -3200 / 2621-1161

 

 

Espaço Cultural Niterói

Localização:
Espaço Cultural Correios
Av. Visconde do Rio Brando, 481 - Centro
24020-004 - Niterói - RJ
Telefone: 0XX 21 2622-3200
e-mail: rjeccniteroi@correios.com.br

Visitação:
De segunda-feira a sábado, das 11h às18h (exceto feriados).
Entrada franca.