Services

Sobre o Espaço

O Espaço Cultural Correios Niterói funciona nas dependências do Palácio dos Correios, na Avenida Visconde do Rio Branco, 481, no Centro da cidade, em frente à estação das barcas

Mais sobre o espaço

O Palácio dos Correios de Niterói é resultado de vários fatores que impulsionaram a construção do prédio. O Decreto nº 7.653, de 11/11/1909, estabeleceu o novo Regulamento da organização, que tinha como uma das metas construir sedes novas dos Correios nas capitais dos Estados. 

Em Niterói a decisão pela construção de um novo prédio também foi influenciada pelo movimento de um grupo representativo da cidade que levou ao presidente da República, Hermes da Fonseca, um abaixo-assinado reivindicando que a cidade dispusesse de uma dependência com melhores condições para o funcionamento do correio. Até então o serviço era prestado num imóvel precário e pequeno, localizado ao lado da estação das barcas.

Na capital federal, Rio de Janeiro, após receber a representação niteroiense e avaliar o pedido, o presidente determinou que a União adquirisse um terreno nas imediações da estação das barcas e nele construísse um prédio próprio para ser correio. O terreno escolhido estava localizado do outro lado da via onde ficava o correio na época.

As plantas do prédio são datadas de 1910 e da autoria do arquiteto italiano Antônio Vannine. A obra foi realizada pela construtora Leopoldo Cunha e Cia. Em 14 de novembro de 1914 o prédio foi inaugurado. A imponência da construção, a altura do prédio comparada a dos imóveis do entorno e sua exuberância arquitetônica deu-lhe o título de Palácio dos Correios.

O Palácio sempre serviu para o funcionamento das repartições postais e telegráficas. Inclusive, a antiga sede da Diretoria Regional dos Correios do Estado do Rio de Janeiro. A partir de 2007, e por sete anos, o prédio ficou fechado para obras de reforma e restauro e a sua reabertura aconteceu em 21 de março de 2014, ano de comemoração do centenário do Palácio. No primeiro pavimento foi exibida a exposição “Aqui Mesmo – Niterói vista pelas lentes de Pedro Vasquez”, com 50 fotos de pontos conhecidos da cidade. O objetivo foi de apresentar ao público uma das atividades que seriam realizadas no prédio com a inauguração do Espaço Cultural.

Além da reforma completa da estrutura do prédio, houve o restauro de toda a fachada e de vários elementos dos ambientes internos, como portas, janelas, piso de madeira, escada central, corrimão etc. O investimento dos Correios foi à ordem de R$ 16 milhões.

Uma das salas, localizada no segundo pavimento, foi completamente restaurada. Nela o visitante pode apreciar as características originais do interior do prédio. Várias camadas de tinta foram retiradas até se chegar às cores e desenhos originais que ornamentam as partes inferior e superior das paredes e do teto. As portas de madeira são originais, bem como o piso de madeira Peroba.

Nessa sala histórica estão expostas duas plantas arquitetônicas, vários ladrilhos hidráulicos cujos modelos são encontrados nos pisos de circulação interna, alguns adornos da fachada e um conjunto de forma que produziram as escamas de cobre das cúpulas das torres do Palácio.

Espaço Cultural Correios

O Espaço Cultural foi criado no dia 14 de novembro de 2014, data do centenário do Palácio dos Correios. A inauguração foi marcada pela exposição “Djanira – cronista de ritos, pintora de costumes”, com a exibição de 120 obras da artista, pertencentes ao acervo do Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro.

No primeiro pavimento do prédio o Espaço Cultural dispõe de duas salas de exposição e uma sala para oficinas. No segundo pavimento há mais quatro salas de exposição, a sala histórica e um auditório que possibilita a realização de eventos de música, humanidades, audiovisual e seminários.

Confira as plantas baixas do Espaço Cultural Correios de Niterói: Planta 01, Planta 02.

Mais informações sobre o espaço: unidadesculturais@correios.com.br  

Programação

EXPOSIÇÃO

WILLIAMSBURG: PAISAGEM EM TRANSFORMAÇÃO

Williamsburg

Williamsburg: paisagem em transformação”, exposição fotográfica de Caique Cunha, está em cartaz no Espaço Cultural Correios Niterói, após exibições em Nova Iorque e Rio de Janeiro.

A paisagem mutante das cidades é o tema da exposição que será apresentada de 01 de agosto a 10 de setembro de 2016, de segunda-feira a sábado, das 11h às 18h, exceto feriado. A entrada é franca.

O artista, com o seu olhar peculiar, fotografou o bairro de Williamsburg, do distrito de Brooklyn, em Nova Iorque, no período de 2013 a 2016. As imagens apresentam as mudanças observadas no bairro e elementos expressivos de uma localidade em transformação, narrando em fotografias, analógicas (PB), digitais (PB) e instantâneas (cor), histórias, indiferenças, conflitos e costumes dos moradores.

Serviço:
Exposição Fotográfica: Williamsburg: paisagem em transformação
Artista: Caique Cunha
Curadoria: Rodrigo Santana
Visitação: 01 de agosto a 10 de setembro de 2016 | Segunda-feira a sábado, das 11h às 18h
Local:
Palácio dos Correios
Av. Visconde do Rio Branco, 481 - Centro
24020-004 - Niterói - RJ
Tel.: (21) 2622-3200 / 2621-1161

 

EXPOSIÇÃO

GRAEL - AMOR PELO MAR

 grael

Está em cartaz no Espaço Cultural Correios Niterói a exposição “Grael - Amor pelo mar, que apresenta a trajetória da família Schmidt Grael; o desenvolvimento da Vela no Brasil; as conquistas olímpicas e mundiais na modalidade e o projeto social realizado em Jurujuba, Niterói.

 Além de textos, imagens, premiações e objetos pessoais, a exposição destaca os irmãos Torben e Lars, nomes icônicos da Vela brasileira. Torben Grael é o maior medalhista olímpico do Brasil, com duas medalhas de ouro, uma de prata e duas de bronze, além de dezenas de títulos mundiais, sul-americanos e brasileiros.

 Na mostra há informações do Projeto Grael, que tem a participação de crianças e jovens da rede pública, com aulas de esportes náuticos e cursos profissionalizantes, e vídeos com depoimentos de grandes atletas como Robert Scheidt, Gustavo Kuerten e Gustavo Borges.

 É uma exposição interativa que permite ao visitante ter a sensação de navegar pela Baía de Guanabara com a ajuda de um óculos que produz imagens virtuais e receber uma medalha também virtual em um pódio, cuja foto é enviada para o e-mail do contemplado.

Serviço:

Exposição: Grael – Amor pelo Mar

Visitação: 05 de agosto a 24 de setembro de 2016 | Segunda-feira a sábado, das 11h às 18h (exceto feriado).

Local:

Palácio dos Correios
Av. Visconde do Rio Branco, 481 - Centro
24020-004 - Niterói - RJ
Tel.: (21) 2622-3200 / 2621-1161

Espaço cultural Niterói

Localização:
Espaço Cultural Correios
Av. Visconde do Rio Brando, 481 - Centro
24020-004 - Niterói - RJ
Telefone: 0XX 21 2622-3200
e-mail: rjeccniteroi@correios.com.br

Visitação:
De segunda-feira a sábado, das 10h às19h (exceto feriados).
Entrada franca.