Information access

,Sobre o Centro

O prédio histórico onde está o Centro Cultural Correios de São Paulo ocupa um grande terreno no Vale do Anhangabaú, coração do centro antigo da cidade, e tem 15 mil m² de área construída. Sua construção começou em 1919 e a inauguração ocorreu três anos depois. Tornou-se um ponto marcante na paisagem urbana da capital Paulista e fez com que a Praça Pedro Lessa ficasse mais conhecida como "Praça do Correio" do que pelo seu nome original.

Mais sobre o centro
Inaugurado em 2013, o Centro Cultural Correios São Paulo fomenta atividades culturais nos campos das artes visuais, humanidades e música. A agenda é diversificada, durante todo o ano, com o intuito de atingir e atender aos diferentes gostos. O público tem a oportunidade de prestigiar, gratuitamente, artistas em início de carreira como também os renomados, que procuram inserir seus trabalhos em um local que une credibilidade e reconhecimento da sociedade.

O edifício restaurado e reformado abriga em suas novas instalações a Agência Central de São Paulo, a Agência Filatélica D. Pedro II e o Centro Cultural Correios. O espaço destinado ao Centro conta com uma área de 1.280m², com duas salas para exposições e o saguão central.

Serviço – Centro Cultural Correios São Paulo

Endereço: Avenida São João, s/nº, Vale do Anhangabaú, São Paulo-SP. CEP: 01031-970
Horário: de terça a domingo, das 11h às 17h
Informações e agendamento de visitas:  (011) 2102-3690
SPM - Centro Cultural Correios - Caixa Postal
e-mail: centroculturalsp@correios.com.br
Entrada franca. 



Confira a planta baixa do Centro Cultural Correios de São Paulo
Mais informações sobre o espaço:unidadesculturais@correios.com.br
Programação

EXPOSIÇÃO

1º/08 - Dia do Selo Postal Brasileiro: Correios celebra data com exposição filatélica

Confluências: a construção do conhecimento

Cerca de 40 coleções de selos com temas variados estarão expostas na VIII Expo SPP - Confluências: a construção do conhecimento (Exposição Filatélica Comemorativa da Sociedade Philatelica Paulista) a partir das 11h deste sábado, 30/07, no Centro Cultural Correios São Paulo (CCCSP), no Vale do Anhangabaú, Centro da capital.

A tônica é justamente o caleidoscópio que a filatelia temática oferece ao público, com uma visão multifacetada e interdisciplinar do mundo. Os temas das coleções vão das ciências sociais e naturais, até o esporte e a arte.

Dia do Selo Brasileiro - Em 1º de agosto de 1843, os primeiros selos do Brasil foram lançados. Conhecidos como Olho-de-boi, esses selos, nos valores de 30, 60 e 90 réis, tornaram-se peças clássicas da filatelia tradicional. Por causa desse acontecimento, o dia 1º de agosto foi designado o ‘Dia do Selo Postal Brasileiro’.

Com tradição de 350 anos, o serviço postal brasileiro foi, no século 19, um dos pioneiros na implantação do selo como meio de pagamento pelo transporte da correspondência. A introdução dos selos no serviço postal representou um expressivo avanço técnico.

A elevação das estampilhas postais à categoria de suporte para a expressão artística e para múltiplas narrativas constituiu um processo paulatino de mudança da percepção social.

Antes de 1840, as cartas eram cobradas pela distância e pelo número de folhas de papel que continham. Normalmente, a tarifa era de responsabilidade do destinatário. Uma forma de burlar o sistema tarifário consistia na prática de remetente e destinatário combinarem, previamente, sinais a serem colocados no envelope. Ao ser entregue a carta, o destinatário via os sinais, identificava a mensagem cifrada e, já sabedor do conteúdo, podia recusar a missiva, sem ter que arcar com os preços postais.

A introdução do pagamento antecipado e a simplificação das tarifas ficou conhecida como Reforma Postal. Ela disciplinou o sistema, trouxe rentabilidade aos serviços, reduziu custos e popularizou as cartas como instrumento de comunicação.

A Reforma Postal foi incialmente proposta em 1837, por Sir Howland Hill, educador britânico e diretor dos Correios. Implantada em 1840, obteve sucesso imediato. O volume de postagens passou dos 76 milhões de cartas (em 1839) para 170 milhões. Em 1850, o fluxo já atingira 350 milhões de objetos, mantendo forte crescimento nas décadas seguintes.

Outra influência da Reforma Postal se deu na educação. Um movimento de alfabetização buscou como alvo a florescente classe operária, que tornou-se consumidora potencial das trocas de comunicação escrita. Na confluência dos interesses econômicos e educacionais, os selos ganharam cada vez maior apelo artístico e interesse de colecionadores.

No Brasil, a Reforma Postal ocorreu durante o Segundo Império. Em 1842, o Ministro das Finanças, Cândido José de Araújo Viana, Marquês de Sapucaí (hoje famoso por dar nome à rua do Sambódromo do Rio de Janeiro), implantava o sistema no território nacional.

SPP - Fundada em 1919, a Sociedade Philatelica Paulista é a entidade filatélica que conta com o maior tempo de funcionamento ininterrupto no país.

Serviço:
VIII EXPO SPP – Confluências: a construção do conhecimento
Onde: Centro Cultural Correios São Paulo
Quando: de terça a sábado, de 30/07 a 14/08/16
Horário: das 11h às 17h
Endereço: Av. São João, s/nº, Vale do Anhangabaú, Centro, São Paulo - SP
Tel.: (11) 2120-3690
E-mail: centroculturalsp@correios.com.br Classificação etária: Livre para todos os públicos
Acessibilidade: Rota acessível, com elevador e banheiro adaptados.
Como chegar:  Metrô - Estação São Bento, saída para o Vale do Anhangabaú;

EXPOSIÇÃO

Retrospectiva Inédita de Antônio Poteiro nos Correios

ExpoAntonioPoteiro

O Centro Cultural Correios São Paulo (CCCSP) apresenta a exposição inédita Poteiro Por Inteiro, de 05 de julho a 04 de setembro de 2016, com curadoria de Enock Sacramento. A mostra traz pinturas e esculturas do artista Antonio Poteiro, produzidas entre 1960 e 2010, ano de seu falecimento.
A mostra é composta por 5 esculturas e 30 pinturas do artista, que completaria 101 anos em 2016 e é um dos artistas brasileiros de maior repercussão dentro e fora do país, no domínio da arte naïf, popular e ingênua.

Serviço:

Exposição “Poteiro por Inteiro”

Local:
Centro Cultural Correios São Paulo
Horário:
de terça a domingo, das 11h às 17h.
Local:
Centro Cultural Correios São Paulo - Avenida São João, s/nº, Vale do Anhangabaú, São Paulo-SP
Visitação para o público:
05 de julho a 04 de setembro de 2016.
Informações:
(11) 2102-3690
e-mail:
centroculturalsp@correios.com.br
Site:
www.correios.com.br/cultura
Classificação etária:
Livre para todos os públicos.
Entrada Franca

Acesso para pessoas com deficiência

Como chegar:

Metrô - Estação São Bento, saída para o Vale do Anhangabaú;
Automóveis - Embarque e desembarque liberados no calçadão. Acesso pela Rua Capitão Salomão.
Acessibilidade:
Rota acessível, com elevador e banheiro adaptados.

Classificação Livre

Centro Cultural São Paulo




Visitação:

Centro Cultural Correios
Avenida São João, s/nº, Vale do Anhangabaú, São Paulo-SP
CEP: 01031-970
Telefone: (11) 2102-3690
SPM - Centro Cultural Correios - Caixa Postal
e-mail:

Funcionamento:
O Centro Cultural Correios São Paulo recebe visitantes de terça a domingo, das 11h às 17h.
Entrada franca.

Como chegar:
Metrô - Estação São Bento, saída para o Vale do Anhangabaú.
Automóveis - Embarque e desembarque são liberados no calçadão, o acesso é pela Rua Capitão Salomão. Há estacionamentos públicos em torno do CCC.

Acessibilidade:
Rota acessível. Elevador e banheiro adaptados.