Você > Notícias > Trabalhadores de Brasília aceitam proposta e encerram paralisação

Trabalhadores de Brasília aceitam proposta e encerram paralisação

Em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (21), os trabalhadores dos Correios de Brasília encerraram a paralisação e aceitaram a proposta de acordo coletivo apresentada pelo vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Ives Gandra.

Com isso, dos 36 sindicatos dos Correios no Brasil, metade (18) não está em paralisação, sendo que 17 aceitaram a proposta do TST (o sindicato de Sergipe não aceitou a proposta, mas não aderiu ao movimento). Nas localidades em que a paralisação foi deflagrada, os Correios estão adotando medidas como realização de horas extras e mutirões, apoio de pessoal administrativo e realocação de empregados, de forma a garantir a manutenção dos serviços.

Serviços — As agências estão abertas e os serviços, inclusive a entrega de Sedex e o Banco Postal, estão disponíveis — com exceção dos serviços com hora marcada interestaduais. Levantamento desta segunda-feira (21) mostra que 89,88% do efetivo dos Correios não aderiu ao movimento — o que corresponde a 107.224 empregados, número apurado por meio de sistema eletrônico de presença. O movimento está concentrado na área de distribuição, portanto, pode haver atraso na entrega — do total de 30.886 carteiros que deveriam trabalhar hoje nos locais em que há paralisação, 10.724 não compareceram (34,72%).

No final de semana, houve mutirão nessas localidades. A iniciativa envolveu cerca de 11 mil trabalhadores, que entregaram 3,6 milhões de cartas e encomendas e deixaram 6,3 milhões triados (preparados para entrega).

21/9/2015 - 19h24