Você > Notícias > Projeto de celular dos Correios tem duas empresas interessadas

Projeto de celular dos Correios tem duas empresas interessadas

Os Correios deram início na quinta-feira (17) a seleção para escolha do parceiro para operação do MNVO da estatal. Participaram da sessão pública realizada em Brasília as empresas Claro S.A e EuTV Consultoria e Intermediação de Negócios S.A. Ambas apresentaram documentos de habilitação e propostas comerciais e foram consideradas, de forma preliminar, habilitadas pela comissão de seleção. No entanto, a Claro manifestou interesse de recorrer, recebendo prazo de cinco dias úteis para fazê-lo — até esta quinta-feira (24). O processo de seleção prosseguirá até o final do mês, com a efetiva definição dos habilitados e a abertura dos envelopes contendo as propostas comerciais e subsequente sessão de lances presenciais.

Pelo projeto, a estatal será credenciada a uma operadora de celular como seu representante, porém com chip marca Correios. Na operação, os Correios usarão a infraestrutura de telecomunicações da operadora selecionada, conforme prevê a resolução 550/2010 da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A operadora deve estar presente em pelo menos 50% dos municípios brasileiros.

Os Correios avaliarão as propostas considerando o somatório do maior valor de remuneração dos chips pré-pagos e do maior percentual de comissão pela venda de recargas realizadas. O valor mínimo previsto para a operação pretendida é de R$ 282 milhões, para um período de cinco anos.

Diversificação — A entrada dos Correios neste setor é mais uma iniciativa decorrente da Lei 12.490/11, que permitiu a diversificação das atividades da estatal e a modernização de seus serviços. Os correios de Portugal, França, Alemanha e Itália, entre outros, já adotam com sucesso essa modalidade de serviço.

18/3/2016