Você > Notícias > Correios sedia conferência internacional sobre comércio eletrônico

Correios sedia conferência internacional sobre comércio eletrônico

Os Correios sediaram nesta terça-feira (13), em Brasília, o encontro “Crescer com e-Commerce”, promovido pela Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa (Aicep). O evento reuniu operadores postais da Aicep (Portugal, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe) e da União Postal das Américas-Upaep (Colômbia, Equador, Guatemala e Uruguai), além de representantes do setor privado, com transmissão ao vivo pela internet, pela TV Correios, para 13 países integrantes das duas associações.

Na abertura do encontro, o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, ressaltou que são grandes os desafios dos operadores postais para continuar oferecendo produtos e serviços que atendam satisfatoriamente seus mercados consumidores, em um ambiente competitivo e de expansão. “O cenário atual exige formas de gestão modernas, estruturas flexíveis e novas soluções de negócios, com foco nos clientes, nos mercados e na busca por resultados concretos efetivos”, afirmou, lembrando que no Brasil, por exemplo, o mercado de remessas postais internacionais vem obtendo forte crescimento, principalmente na modalidade postal de pequenas encomendas, e que um dos principais fatores que contribui para esse crescimento é o e-commerce.

Durante o primeiro painel da conferência, o Mercado Livre Brasil apresentou dados sobre o Mercado Envios, experiência de sucesso resultante de parceria entre a loja virtual e os Correios do Brasil, que facilitou a vida de vendedores e compradores da plataforma virtual. Desde 2013, quando o sistema foi lançado, houve mais de 20 milhões de entregas pelo Mercado Envios, um crescimento de 23 vezes em comparação aos períodos anteriores.

Os Correios são, atualmente, parceiros de nove entre cada dez sites de comércio eletrônico no Brasil. A empresa possui cerca de 45% de participação no mercado de entregas do comércio eletrônico – em um segmento que é de livre concorrência –, atendendo a mais de 70 mil lojas online em todo o País.

13/10/2015