Você > Notícias > Começa nesta terça (26) a Exposição Filatélica Luso-Brasileira

Começa nesta terça (26) a Exposição Filatélica Luso-Brasileira

Brasília, 25/04/2016 - Os Correios participam, a partir desta terça-feira (26), em Viana do Castelo – região norte de Portugal, da 22ª edição Exposição Filatélica Luso-Brasileira (Lubrapex). A exposição de selos reunirá, até o dia 1º de maio, colecionadores do Brasil, de Portugal e dos países de língua oficial portuguesa.

O evento conta com a parceria e a representação dos Correios brasileiros nas atividades de lançamento dos selos oficiais da mostra. Neste ano, comemoram-se os 50 anos de exposições, que começaram em 1966, no Rio de Janeiro; e também os 40 anos da Federação Brasileira de Filatelia (Febraf). Durante a abertura, será lançado o Livro “50 anos de Exposições Lubrapex”, editado pela Federação Portuguesa de Filatelia.

Dentro da programação, também será realizado o Congresso da Federação Europeia de Filatelia, quando serão apresentadas proposições e votadas questões de relevância no contexto das práticas filatélicas. Essas decisões orientam e defendem os interesses dos segmentos filatélicos de uma forma geral, além de inserir os colecionadores europeus no universo luso-brasileiro. Nesta edição, haverá ainda o lançamento de emissão conjunta Brasil-Portugal, com um bloco sobre o tema “A Força da Fraternidade Luso-Brasileira”. Os motivos dos selos do bloco destacam peças etnológicas, datadas do século XX.

Lubrapex – Foi concebido em 1965, a partir da sugestão do filatelista e diplomata brasileiro João Paulo do Rio Branco. Tem como objetivos promover o intercâmbio e a troca de experiências entre os representantes da filatelia dos países participantes; promover a difusão da filatelia do Brasil em um contexto internacional; e efetuar contatos com representantes comerciais de outros países, visando incremento do mercado internacional de selos.

O evento também fortalece a imagem comercial e institucional dos Correios participantes no contexto filatélico internacional; além de prospectar clientes filatélicos internacionais; lançar selos postais oficiais e produtos filatélicos afins; e permitir o estreitamento das relações de amizade entre colecionadores portugueses e brasileiros.